Buscar
  • Rita Medeiros

Ontem, resolvi começar a montar meu guarda-roupa para trabalhar em casa, antes de me acostumar a andar horrorosa o dia inteiro, obrigando marido e cachorros (Panda e Flor, meus amados viralatas) a assistirem a um desfile diário de montagens desconexas.

Fui ao centro de BH fazer umas comprinhas.


Esperei menos de 1 minuto no ponto de ônibus.

A passagem custa R$4,05, entreguei R$5, a trocadora simpática devolveu R$1 e... pronto!

Olhei pro rosto da moça e o sorriso dela me disse: pode deixar!

Opa!

Mesmo assim, catei os 5 centavos e entreguei - não vamos nos aproveitar das gentilezas. Durante a curta viagem, descobri sacolinha para doação de livros e notícia e poesia pendurada(s?), para passar o tempo.


Desci no centro e constatei que você deixa de fazer em sua própria cidade passeios que adora fazer quando viaja.


Moro em BH há 50 anos e nunca vi o Presépio do Pipiripau.


Obs.: a foto é da notícia pendurada no ônibus.






3 visualizaçõesEscreva um comentário
  • Rita Medeiros

Oi!

Estou eu aqui, servidora pública aposentada desde o último dia 12, com tempo sobrando.

Tempo sobrando atrasa a vida: tudo fica prá daqui a pouco, porque tenho tempo de sobra.

Comprei uma máquina de costura.

Comecei um curso de francês.

Comecei um curso de aperfeiçoamento em inglês.

Resolvi relembrar matemática.

Comecei um curso de marketing digital, que me mandou criar um blog.

Oi!





14 visualizaçõesEscreva um comentário